sábado, 24 de maio de 2014

O TERCEIRO REBENTO DE SEU PAI!...



Ainda não se esvaiu em minh’alma
A imagem daquela tarde de alegria,
Em que meu peito já escancarado,
E repleto de sonhos e devaneios tantos,
Acolheu-te por inteiro,
-Ò meu terceiro amado rebento!
Ah! Desde há muito fazias parte
De todos os meus secretos projetos.

Não chegaste... de repente,
Nem tampouco inesperadamente,
Porque já te havia tecido
No meu... desvairado e lúdico,
Imaginário paterno.

Foste...ò meu terceiro rebento,
O protagonista da mais linda tarde
Que no percurso da vida saboreei,
Porque trouxeste contigo
A doce sensação de completude
E a certeza da existência do futuro.
“E agora José”?!...

Montes Claros(MG), 22-03-0213
RELMendes    
      

Nenhum comentário:

Postar um comentário